Massagem Sueca Terapêutica

massagem-sueca-terapeutica.jpeg

Uma massagem firme, pode ser bastante benéfica, não provocando desconforto no massajado, pese embora o facto de haver quem, pense que o repetido e vigoroso esbofetear e esmurrar possa ser doloroso. Na massagem existem técnicas que vão desde as carícias suaves (Effeurage), até ao “esmurrar” (Tapotement), passando pelo amassamento (Pétrissage) e pela fricção.
São quatro as técnicas básicas de massagem.

Esta técnica, é caracterizada por movimentos longos e suaves como se acaríasse-mos o corpo, usando a palma da mão para zonas mais alongadas e os dedos para zonas de reduzidas dimensões.
Por norma, esta técnica é usada para espalhar uniformemente o óleo pelo corpo (ou zona a massajar).

Usada para iniciar a massagem, suaviza as terminações nervosas e é o primeiro contacto entre o massagista e o massajado, é usada igualmente na fase final da massagem para acalmar os músculos, após a aplicação de outras técnicas.

O effleurage é usado como passagem entre duas técnicas mais activas (pretissage e tapotement), não só para acalmar os músculos, como também para relaxamento do massagista.

É a técnica fundamental para a “ligação afectiva” entre os intervenientes. Caso surjam dúvidas, sobre qual a técnica a ser aplicada em seguida, o effleurage é o elo de ligação.

A pressão a aplicar pelo massagista deve ser suave no sentido contrário à circulação e com uma maior pressão no sentido de retorno.
Quanto mais afastado estiver o coração da zona massajada, maior deve ser a pressão aplicada.
As mãos devem estar em permanente contato.

CUIDADOS A TER

Não massajar sobre a coluna (trabalhar separadamente cada um dos lados da coluna vertebral é o mais correto).

A massagem deve ser evitada nos seguintes casos:

  • Doença cardíaca;
  • Hipertensão;
  • Infecção bacteriana ou viral;
  • Nausea ou dor abdominal;
  • Febre;
  • Feridas expostas ou infecção de pele;
  • Cancro;
  • Recuperação pós-operatória;
  • Osteoporose;